A Amazônia apresenta formas próprias de vida da população local. O uso do barco como meio de transporte faz parte do cotidiano das pessoas residentes nas cidades ribeirinhas. Principalmente as crianças e as mulheres estão expostas a um acidente bastante comum nos rios da região, que é o escalpelamento.

Trata-se da retirada brusca do couro da cabeça quando os cabelos enrolam-se no eixo dos motores descobertos das embarcações. As vítimas passam por uma série de procedimentos clínicos para a reposição do couro cabeludo, mas restam sequelas que afetam a autoestima e dificultam o retorno à vivência social.

Este problema é a pauta do dia 28 de agosto, Dia Nacional de Combate e Prevenção aos Acidentes com Escalpelamento. Nesta ocasião, em 2010, foi realizada uma ação em Belém, e Maria Cristina Santos, assistente social e então secretária daFundacentro, órgão vinculado ao Ministério do Trabalho, que discute questões relacionadas à segurança do trabalhador, viu de perto o sofrimento e a vontade de superação das vítimas. As histórias que Cristina ouviu a fizeram buscar uma maneira de ajudar. A partir de uma carta enviada à produção do “Programa do Gugu” (TV Record), o projeto começava a virar realidade.

A Organização Não-Governamental dos Ribeirinhos Vítimas de Acidentes de Motor (ORVAM) foi fundada em janeiro de 2011, em parceria com a Prefeitura de Belém e o “Programa do Gugu” (TV Record), com o objetivo de desenvolver ações para o resgate da autoestima, da valorização humana e total integração social das vítimas. O trabalho da ORVAM é indispensável, já que o tratamento das vítimas é longo e exige apoio permanente, mas a ONG enfrenta problemas que vão desde a falta de estrutura física até a participação de voluntários, além da carência de canais de comunicação para que os interessados possam ajudar e chegar até a organização. A aquisição de cabelos é primordial para a ação da ORVAM na produção de perucas, mas ainda existe amplo desconhecimento e não sensibilização das pessoas para a doação.

Faça sua parte!

Você pode fazer uma grande diferença na vida das pessoas!

Ajude as vítimas de escalpelamento nos rios da Amazônia. É muito fácil!

Doação financeira

As doações podem ser feita através de depósito em nossa conta corrente do Banco do Brasil

Agência: 4451-2 | Conta Corrente: 16007-5

Voluntariado

O tempo é uma das doações mais preciosas que você pode oferecer à Orvam.

Cadastre-se e seja um VOLUNTÁRIO aqui

Parcerias

Quer fazer uma parceria conosco? É muito fácil! Sua decisão mudará a vida de várias pessoas.

Cadastre-se e seja um PARCEIRO aqui